Como Funciona

PORTAL ONEGRID

O Portal ONEGRID é uma aplicação na nuvem, com acesso web e mobile que tem como função:

  • Configurar com nome e localização dos equipamentos elétricos sendo controlados, associar cada equipamento com o hardware ONEGRID que o está controlando, etc.;
  • Criar agendamentos e Regras de Funcionamento de cada equipamento elétrico;
  • Armazenar ao longo do tempo as informações sobre os equipamentos e sobre o ambiente no qual eles estão inseridos;
  • Exibir as informações armazenadas de forma de gráficos.

GATEWAY ONEGRID

O Gateway ONEGRID é a ponte entre o Portal ONEGRID e o Hardware ONEGRID. É composto por um software mais uma antena USB, é localizado no datacenter do cliente e tem a seguinte função:

  • Comunicar (6LowPAN/802.15.4) com ONEGRID Hardware e Ethernet com o Portal ONEGRID;
  • Buscar no Portal ONEGRID as regras de funcionamento de cada equipamento de cada ambiente e envia essas regras para cada Hardware ONEGRID responsável por executá-las;
  • Receber de cada Hardware ONEGRID, informações sobre os equipamentos elétricos e ambientes sendo controlados e envia essas informações para o Portal ONEGRID para que sejam armazenadas e exibidas;
  • Atuar como ponto de integração com Hardware e Dashboard de Terceiros (nesse caso, ele também faz o papel de processador de regras e envio de comandos de acionamento).

HARDWARE ONEGRID

O Hardware ONEGRID é uma placa eletrônica com sistema embarcado que tem como finalidade fazer o controle de cada equipamento e medir informações do ambiente. É localizado próximo ao equipamento elétrico sendo controlado, dentro do ambiente sendo monitorado e cumpre as seguintes funções:

  • Medir informações sobre os equipamentos sendo controlados - consumo e status (ON/OFF);
  • Medir informações sobre o ambiente - temperatura, umidade, luminosidade, presença e abertura;
  • Receber e processar as regras de funcionamento dos equipamentos sendo controlados;
  • Acionar automaticamente os equipamentos sendo controlados, via contatora (Liga e Desliga circuito) e Sinal Infravermelho (Controle remoto);
  • Enviar das informações medidas para o Gateway ONEGRID.

INOVAÇAO TECNOLOGICA ONEGRID

GRANULARIDADE

ASPECTOS
Permite controle de ativos individualmente, independente da distribuição dos circuitos elétricos

DIFERENCIAL
Alta granularidade possibilita controle do ambiente por ativo, aumentando a flexibilidade e o potencial de gestão eficiente do uso.

TECNOLOGIA EXCLUSIVA
Sensoriamento e atuação no ambiente exige hardware e software desenvolvidos especificamente voltados para a atuação granular.

ALTA DISPONIBILIDADE

ASPECTOS
Permite que as regras de atuação dos ambientes continuem sendo executadas mesmo com a queda de comunicação com gateway ou internet.

DIFERENCIAL
O processamento na borda diminui a dependência dos links de comunicação, o trafego na rede e garante a execução das regras a todo o tempo.

TECNOLOGIA EXCLUSIVA
O Edge Computing exige hardware e software desenvolvidos especificamente para esse fim.

INTEGRAÇÃO

ASPECTOS
Permite integração com diversos fabricantes e provedores em todos os níveis (sensoriamento, processamento e atuação).

DIFERENCIAL
Integração multinível possibilita a extensão das funcionalidades da solução e agrega novas parcerias, fortalecendo a ONEGRID no ambiente IoT.

TECNOLOGIA EXCLUSIVA
Arquitetura baseada em conceitos acadêmicos específicos sobre Aplicações Sensíveis ao Contexto.

GESTÃO CENTRALIZADA

ASPECTOS
Permite o monitoramento e atuação nos ambientes independente de localização geográfica.

DIFERENCIAL
Foco na gestão do uso de energia nas empresas garantindo a correta aplicação das regras corporativas.

TECNOLOGIA EXCLUSIVA
Visão centralizada exige arquitetura de software específica.

COMPONENTES

  • CI (Circuito Integrado) CC2630 da TI (Texas Instruments), para processamento, I/O e comunicação Wireless;
  • 2 Relays Mecânicos para controle ON/OFF de 2 circuitos independentes;
  • 2 Emissores de infravermelho para controle de 2 equipamentos diferentes;
  • 2 Sensores de Corrente para medição de consumo e de status dos equipamentos;
  • 1 Sensor de Temperatura;
  • 1 Sensor de Umidade;
  • 1 Sensor de Luminosidade;
  • 4 Entradas digitais com tratamento para aquisição de informação de sensores de mercado como, presença, abertura (magnético), consumo (pulsado), etc.